Réveillon em Japaratinga-SE

O Brasil é um paí­s brindado com muitas praias, cada uma com suas particularidades e belezas, das mais movimentadas àquelas outras isoladas, praticamente sem ninguém.

Agora, se você também é uma das que preferem as praias mais vazias, sem muito movimento, então a Japaratinga é seu lugar.

Essa gostosa vila possui cinco praias de águas tranquilas e areias claras, rodeadas por coqueirais, perfeitas para fugir do dia a dia agitado e curtir a tranquilidade de uma praia quase deserta!

Mar calmo, areia clara, uma gastronomia que agrada em todas as refeições. A tapioca fresca para o café da manhã, um peixinho frito com macaxeira na hora do almoço, um belo prato de camarões no jantar… A cada dia uma variedade de sabores a ser experimentada!

Com o azul e o verde dando o tom dos dias e refletindo o sol que brinda a região em qualquer época do ano, a praia deixa a impressão de um horizonte infinito. Bastam alguns minutos de caminhada para trazer a sensação de que o mar nunca acaba…

A temperatura morna da água ao longo dos 15km de extensão da cidade de Japaratinga, entre as cinco praias do municí­pio, completa o pacote de atrativos.

Que lugar espetacular!

Como Japaratinga está a poucos minutos de outras cidades, vale a pena aproveitar a viagem para curtir não somente Japaratinga, como também essas outras cidades com lindas praias e passeios incrí­veis!

As praias paradisí­acas de Japaratinga estão espalhadas em 15 km do litoral alagoano, seguindo pelo coração da Costa dos Corais até o Rio Manguaba, que separa Japaratinga de Porto de Pedras.

Portanto, se você for ficar por mais de uma semana na Praia de Japaratinga, não há necessidade de alugar carro por todo o tempo de estadia. Três ou quatro dias são o suficiente para conhecer algumas das outras praias próximas.

A jornada pode começar pelo sentido Norte, a partir da praia de Japaratinga mesmo.

A primeira recomendação é ir até a Praia de Antunes. Uma dica: vale pegar a maré baixa, na parte da manhã. A paisagem é indescrití­vel!

A famosa Praia de Carneiros, já em Pernambuco, também é fácil de chegar. Lá você pode passar o dia e almoçar nos restaurantes dos hotéis que ficam na areia, ainda que não estejam hospedados.

Os barqueiros e jangadeiros de qualquer um dos municí­pios da região podem realizar este passeio, combinando com você diretamente nas pousadas ou hotéis.

Alguns ainda completam o serviço oferecendo e preparando um peixe fresco para o almoço, na volta do mergulho nas piscinas.

O ideal é fazer este passeio em um dia de céu aberto, sem chuva ou nuvens, para garantir uma melhor observação dos corais no fundo do mar.

Para quem não se sente confortável em altas profundidades, não há com o que se preocupar. Os mergulhos acontecem, em sua maioria, na parte da manhã, horário em que a maré está baixa e as piscinas são rasas.

Por ser um local de grande interesse, a concorrência em Maragogi é grande e pode acontecer de você chegar junto com muitas outras embarcações, mas nada que invalide ou tire a atratividade do passeio.

Já as piscinas naturais de Japaratinga  embora menos conhecidas que as de Maragogi, não perdem em nada para as de sua cidade vizinha. Ao contrário, estão muito mais próximas do seu estado natural sem a invasão sistemática de hordas de turistas todos os dias.

Repleta de peixinhos, corais e vida marinha em geral, as piscinas naturais de Japaratinga têm as conhecidas águas transparentes tão famosas no litoral alagoano.

O passeio deve ser feito no perí­odo de maré baixa e o acesso se dá por embarcação.

Para o sentido Sul, as cidades de Porto de Pedras (de onde sai a balsa para São Miguel dos Milagres) e Barra de Camaragibe garantem os belos visuais na beira do mar.

Para chegar a Porto de Pedras é necessário pegar uma balsa, mas vale uma observação: ela é pequena e cabem poucos carros por vez. Como nem sempre há um grande volume de veí­culos para travessia, a balsa que vai as vezes fica do outro lado, até que tenha demanda para retornar.

Então, se você chegar e ela não estiver atracada em qualquer uma das margens, ligue para o número de telefone indicado na placa do atracadouro e em poucos minutos a balsa estará de volta.

vista do Farol no alto do morro de Porto de Pedras traz um charme a mais para a travessia!

Aproveitando a passagem por Porto de Pedras, não deixe de conhecer o Projeto Peixe Boi!

Trata-se de um projeto comunitário, coordenado por uma associação composta por estudantes, pescadores, ribeirinhos e moradores de Porto de Pedras e São Miguel dos Milagres.

As cidades de Japaratinga, Porto de Pedras e toda a região da Costa dos Corais estão localizadas em uma área de Proteção Ambiental (APA) classificada como Unidade de Conservação Federal de Uso Sustentável.

Fazer parte de uma APA significa ter entre as atividades principais do local o ordenamento das atividades econômicas, a promoção da cultura da região e, no caso especí­fico de Porto de Pedras, a proteção da população de peixe boi marinho.

O Projeto Peixe Boi propõe que o visitante se integre às ações de preservação socioambiental, a partir do momento em que conhece e compartilha do aprendizado sobre a vida deste animal.

Depois de receber as primeiras orientações no Centro de Informações, os turistas são levados para um passeio de jangada pelo rio Tatuamunha, onde ficam os peixes que estão em readaptação ao seu habitat natural.

O passeio é tranquilo e dura no máximo uma hora e meia.

São feitas algumas paradas rápidas ao longo da navegação, para contemplação tanto da biodiversidade do local quanto dos peixes boi.

O momento de maior aventura é a travessia da ponte de madeira sobre o rio e o manguezal, até chegar ao portinho das jangadas.

O Projeto está aberto à visitação todos os dias, mas o passeio de jangada funciona somente das 10h às 17h e tem um limite de setenta visitantes por dia. Portanto, se planeje!

Voltando às praias, passe por Bitingui e Barreiras do Boqueirão, onde tem algumas fontes de águas mineiras e algumas bicas instaladas para banhos de água doce.

A movimentação aqui é maior, já que tem casas de veraneio e alguns bares mais rústicos.

Já na praia do Pontal, o encontro com o rio é a atração.

Do Patacho à Praia do Toque; de São Miguel dos Milagres à Riacho; da Praia do Morro a Carro Quebrado… Lugares que transmitem uma enorme paz e inundam com a natureza que domina, sem interferências de barraquinhas, quiosques e guarda-sóis.

Se por acaso você pegar um dia de chuva, tome cuidado no dia seguinte com as estradinhas que dão acesso às praias: a maioria delas é de terra batida e não tem muita estrutura. O caminho acaba ficando um alagadiço e a chance de atolar o carro é grande.

Um ótimo passeio também para os dias em que você optar por deixar o carro de lado é caminhar pelos 15km de extensão de Japaratinga, conhecendo as praias sem correria e nem hora marcada.

Para isso, recomendamos sair com o mí­nimo: canga, protetor solar, óculos escuros, uma garrafinha de água e um bom livro. Siga pela areia, explore a área, faça o passeio no seu ritmo. Mergulhe, pare, leia, tire um cochilo na sombra de um coqueiro e, quando quiser, continue. Nos horários e dias de maré bem baixinha, é possí­vel entrar quase um quilômetro mar à dentro, com a água abaixo dos joelhos.

E, para os que são adeptos de uma pedalada, algumas pousadas oferecem o aluguel de bikes para os visitantes.

Não deixe de passar pelo Mirante de Aruanã, na estradinha que leva até o Centro da cidade. Lá de cima, o visual das praias e de todos os azuis do mar é ainda mais impressionante.

E, seja onde for e como for, é fundamental colaborar com a preservação da região e dos recursos naturais. Portanto, leve sempre o seu lixo com você e faça o descarte corretamente!

QUANDO IR

O clima é ameno durante todas as estações do ano. Fresquinho — sem frio — quando a noite cai e um calor agradável durante a manhã e a tarde.

Outubro, novembro, dezembro e janeiro são os meses com mais chuva na região. Nos outros meses, quando a chuva aparece, ela vem e vai seguindo os ventos.

As praias de Japaratinga são até agora (2022), pouco exploradas por turistas. Pela proximidade com São Miguel dos Milagres, muito requisita em perí­odos de festa, acaba acontecendo um maior movimento no Réveillon e no Carnaval, quando agregam os visitantes da cidade vizinha.

Ainda assim, a cidade fica bem menos povoada do que outras do litoral do Nordeste.

O mar varia a cada fase da lua. Por isso, tanto para decidir a data da sua viagem quanto para planejar os melhores dias para fazer os seus passeios quando estiver em Japaratinga, você pode consultar a tábua das marés, uma ferramenta usada por pescadores e mergulhadores para analisar a situação e o comportamento das marés a cada dia. E com a variação do mar, em cada amanhecer temos um novo cenário.

ONDE FICAR

A pousada PARAÍSO DOS COQUEIRAIS é a que ilustra este post.
É uma pousada simples mas com uma localização excepcional. O nível de serviços é muito bom e as instalações são excelentes. Conta com um bom restaurante que oferece opções da culinária local.

PREÇOS PARA O PACOTE REVÉILLON 2022
A Andaraí está em contato com as pousadas locais e será informada assim que disponíveis os valores para os feriados do Revéillon 2022. O destino é perfeito para grupos, particularmente de mulheres considerando ser um destino pouco explorado pelo turismo, propiciando dias de absoluto distanciamento em plena natureza.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Andaraí Viagens e Turismo - SANTO ANDRÉ-SP CADASTUR 21330778000139 Imagine-se num lugar incrível: Você pode Andaraí email: alcides@andaraiturismo.com.br
%d blogueiros gostam disto: